Vilhena – Sistema de videomonitoramento leva à prisão de foragido com objetos furtados

Homem deu nome errado ao ser abordado por policiais
Policiais Militares acionados pelos operadores da Central de Monitoramento de Vilhena (CMV) recapturaram um foragido da Justiça na manhã da terça-feira (10). Além de foragido, o agente foi qualificado pelos crimes de falsa identidade e posse de entorpecente.
AÇÃO POLICIAL
Operadores civis da CMV, supervisionados por Policial Militar, conseguiram detectar atitude suspeita de um homem por meio de imagens obtidas em tempo real das câmeras de monitoramento espalhadas pelo município. Observaram que o agente havia chegado em um local com uma bolsa e no interior dela existiam alguns eletrodomésticos, possivelmente provenientes de furto.
Em seguida repassaram as informações à Central de Operações, que solicitou uma guarnição da PTRAN para averiguar a situação. Ao chegar no local o agente a princípio identificou-se como “João. V. C.”.  Durante abordagem foi encontrado com agente uma porção de substância entorpecente, um liquidificador, uma batedeira, um celular, três alicates de unha, dois pen drives, um ferro elétrico, uma bolsa de cor preta e um carregador de celular. Questionado sobre a procedência dos objetos, respondeu que os objetos eram dele e que as notas fiscais estavam na residência da irmã.
Ao chegar no local indicado, a mulher disse que o agente não residia no endereço e que o verdadeiro nome de seu irmão é “Alexandre S. T. R. N.”, de 23 anos. Após consulta do novo nome apresentado foi encontrado um mandado de prisão em desfavor do consultado.  Imediatamente foi dada voz de prisão ao agente e apresentado na Delegacia de Polícia Civil, juntamente com os objetos apreendidos.

Fonte: Foto: Divulgação
Autor: Assessoria/3ºBPM

 

Facebook comentários

Postar um comentário